Direito pós pandemia: áreas promissoras no mercado jurídico em 2021

2020 foi um ano desafiador para todos – independentemente de carreira, área de atuação, nacionalidade. Todos tiveram que se adaptar ao famigerado “novo normal”, sem nem saber ainda exatamente do que se tratava.

Tivemos que ser adaptáveis, resilientes e extremamente flexíveis para manter nossa saúde em dia, cuidar do corpo e da mente, e dar um jeito de continuar trabalhando e sobrevivendo em meio à tanta incerteza.

Seguramente ainda há muito pela frente: seria tolo pensar que não sofreremos outras consequências. Mas a pandemia mundial do covid-19 acelerou um processo que já era sinalizado há muito tempo: na era da informação, quem não se adapta, desaparece.

Não importa o setor, estar atualizado, por dentro das tendências, acompanhando o mercado e as mudanças da sociedade é fundamental. Nem preciso falar sobre tecnologia, certo? A aceleração foi ainda maior dentro da internet e em relação a invenções tecnológicas.

A lição fica, e continuamos aprendendo com ela: em 2020 observamos o comportamento do mercado jurídico, o desempenho dos clientes, as tendências que surgiram e temos dados relevantes para compartilhar.

Abaixo, um breve panorama sobre as áreas promissoras dentro do direito para 2021 e os próximos anos.

Um ano de rápidas mudanças

Vimos um destaque impactante dentro de algumas áreas do direito:

Temas como suspensão de contrato de trabalho, redução da jornada, rescisão de contrato empregatício, todos dentro do direito trabalhista, chegaram à marca de 1,9 milhões de buscas por mês entre novembro e dezembro

Falência, fusões e aquisições, renegociação de contratos e dívidas, dentro do direito empresarial foram buscados 88% mais quando em relação ao ano anterior

Testamento e divórcios, relacionados ao direito de família, tiveram aumento de 170% e 300%, respectivamente, em buscas no Google

Além disso, direito tributário, em decorrência de diversas medidas provisórias do governo federal em relação aos pagamentos de impostos, direito imobiliário, com as renegociações de contrato de aluguel e problemas condominiais, direito do consumidor, com o cancelamento de viagens, shows e cursos foram áreas de destaque em 2020.

Advogados atentos às movimentações e consequências decorrentes da pandemia no Brasil puderam se posicionar de maneira eficaz no mercado, auxiliar seus clientes e prospectar novos negócios no ano passado.

Ficou claro, com todas as análises que fizemos e as metodologias que aplicamos, que focar em nichos específicos dentro do direito é vantajoso e traz resultados positivos aos profissionais. Não será diferente em 2021.

O que esperar de 2021 e áreas promissoras

As áreas mencionadas acima, direito tributário, direito imobiliário e direito do consumidor continuam em alta para 2021. Ainda não vimos todas as consequências e desdobramentos das medidas provisórias, ainda não voltamos à rotina pré-pandemia, nem podemos afirmar com segurança o momento em que o faremos.

Ou seja, as questões de 2020 são transportadas para este ano, e advogados destas áreas devem continuar se posicionando como autoridade e se especializando de acordo com os últimos eventos.

Além disso, outras áreas merecem destaque e acreditamos que as áreas abaixo são grandes apostas para 2021:

Direito da Saúde – Telemedicina

A pandemia trancou todos em casa e instituições de saúde recomendaram saídas pontuais, inclusive visitas médicas. Só casos graves deveriam ser atendidos presencialmente, considerando o contexto do sistema de saúde e o tratamento do covid-19.

Assim, vimos um verdadeiro boom da telemedicina. Consultas feitas pela internet com acompanhamento adequado, poupando tempo e recursos de pacientes e profissionais, e garantindo a segurança de todos.

Pode parecer apenas uma solução para o contexto pandêmico, mas assim como o trabalho remoto, as consultas remotas devem permanecer como uma alternativa útil e importante, principalmente àqueles que não têm acesso físico a um médico.

Com isso, no entanto, aparecem questões jurídicas que geraram um novo nicho para os advogados. Como ainda não há uma regulamentação clara da telemedicina, há questões como dúvidas em relação à precificação, contrato, receitar medicamentos, entre outros, que dificultam o dia a dia dos médicos.

Ser um advogado do direito da saúde especializado em telemedicina é um grande trunfo. Uma área ainda pouco explorada com muito a crescer.

Direito Digital, LGPD e dados

As vendas online explodiram em 2020: quem já comprava nos e-commerces passou a comprar mais, e quem não tinha o hábito foi forçado a se adaptar.

Com isso, as empresas tiveram que se adequar à demanda e também à nova LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. Advogados especializados em direito digital, principalmente com foco na LGPD, fizeram bons negócios em 2020, e devem continuar assim em 2021.

O foco na informação – nos dados dos usuários – é a moeda digital de troca do mercado atual. Não é mais tendência, é realidade. Para o direito, é um nicho muito interessante e vantajoso, que só vai crescer nos próximos anos, com mais demanda por profissionais qualificados.

Além do cuidado em relação ao tratamento de dados dos clientes e funcionários da empresa, corporações precisam também se preocupar com segurança digital, estar atentas às proteções necessárias contra ataques cibernéticos, e ter uma estrutura adequada para isso.

Marketing jurídico digital

A maneira mais eficiente de um advogado se posicionar no mercado é criando autoridade e sendo referência dentro do seu nicho. Criar conteúdos que demonstrem conhecimento da operação e linha do tempo, tanto construtivos quanto reativos, e mostrar habilidade em ver a situação como um todo são características importantes.

Construir uma estratégia de posicionamento e conteúdo é o melhor caminho – e se isso parece um pouco demais para você assumir, é interessante contratar uma agência especializada no serviço, que possa orientar você para atingir todos os seus objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.